A Importância do Silêncio

a-importancia-do-silencio

Assim como o som, o ruído e os pensamentos, o silêncio é da natureza da mente. Todas as pessoas da Terra o reconhecem. Mas, entre tantos estímulos sonoros, hoje quase não se respeitam os momentos de interrupção – imprescindíveis para uma vivência mais harmoniosa. A exemplo da música, onde a pausa existe para torná-la mais bela.

“Não precisamos nos desconectar do mundo”, ensina a lama Sherab Drolma, do Khadro Ling, um dos mais respeitados templos budistas tibetanos do Brasil, situado no interior do Rio Grande do Sul. “Temos de manter a atenção, observar tudo ao redor, porém, jamais perder o contato consigo mesmo. Sem expectativas, entramos num estado de paz interior que modifica a realidade, muitas vezes imprimindo nela uma leveza antes inexistente”, garante a religiosa.

Já se sabe que só quietude leva a níveis profundos de autoconhecimento, permite a construção de sentimentos positivos e fortalece a autoestima. Esses são apenas alguns dos exemplos conhecidos do valor do silêncio. O estado profundo de mansidão, porém, está na base de todas as religiões e na maioria das crenças como um instrumento valioso de aprimoramento do ser humano.

Matéria construída pela redação do Grato Por Tudo com base nesse texto de Ronaldo Albanese e Denise Gustavsen para a Revista Exame.

#gratidão

Comentários

comments


RELATED POST

INSTAGRAM
@gratoportudo